28 de outubro de 2010

Diálogos entre a minha solidão e a sua ausência

Minha solidão não é a sua ausência. Minha solidão é divina, sua ausência é humana.
Uma é minha essência, sempre presente; outra, parte da minha existência, presença, real ou imaginada.
Frustração, lembrança, desejo: minha solidão é também o que faço de sua ausência.

(E, em dias como hoje, sua ausência me fala mais de mim que minha solidão)

Sua ausência está ali, um fato quase físico.
Posso preenchê-la com outro corpo – tão pessoal, tão humanamente igual (a intimidade virá com o tempo, se vier).
Posso simplesmente contemplá-la.
Sim, sua ausência não me deixa só, nem minha solidão me exige estar sozinho.
Ao contrário, às vezes pede, senão impossível espelho, o sempre imprevisível traço de um retrato feito a mão.
Porque é ruim se sentir sem par no mundo hostil à solidão desnuda.
É bom ter um cúmplice, saber que na outra ponta da corda alguém nos aguarda,
Outro corpo que nos diga “Aqui acabo” ou “Aqui recomeço com outro nome”.

(E sobre essa outra solidão a solidão avança, se reconhece e nela se dissolve, como o rio no mar ou o ouvido no silêncio)

E então sentiu uma tristeza.
Uma tristeza nova, muito funda e fria,
Seca e lisa como um espelho onde sem querer se via:
“Fui o melhor que pude e não fui suficiente”.
Nenhuma culpa. Alguma dor.

(só um silêncio bem lá dentro, úmido de lágrimas que não virão, feitas de algum riso antigo que não houve, que podia ter sido e não foi)


*Texto de Antonio Caetano,do blog Café Impresso:
http://www.cafeimpresso.com.br/?p=3655



(postado por Julie)

26 de outubro de 2010

Voar por instrumentos!


Todos os dias agente aprende as coisas. Hoje em meio há algumas turbulências aprendi a voar por instrumentos com um amigo... só que tem que ser assim... com segurança, aferindo os instrumentos sempre... fazendo as curvas, descendo e subindo... senão é chão na certa!!! Bjs Bruno!

Asas que não tenho:

Embora eu quize-se voar
Não me foram dadas asas para o fazer
No céu negro de tempestade
Que me açoitaria com o vento
E eluminaria com trovões !
Tempestade de morte
Vista pela janela do meu quarto,
Fazendo-me pensar
Como seria rodear-me por ela
E sentir a sua ira letal
Numa viajem á volta do Mundo
Durante tempos sem fim.
Asas voadoras que nunca tive,
Cresçam em mim para eu poder voar !!!

Lord Guancestry

(postado por Etel)

17 de outubro de 2010

As crises são o grito da vida nos chamando a modificação!

Os desafios existem pra nos ajudar a crescer e encontrar uma saída mais simples pra algo que não vai bem. É difícil né? É porque agente se acostuma com a “boa vida” e se acomoda!!! Reclamar, chorar e adiar decisões não resolve problema algum! Adiar é uma forma de sabotar a si mesmo! Em vez de reagir, aja! Coragem... as crises são o grito da vida te chamando...

Bjs, boa semana a todos... quem não passa por uma crise?!!!

(postado por Etel)

15 de outubro de 2010

FELICIDADE...

“Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade” já dizia o Drummond rsrsr. Então é assim... Viver , sem julgar tanto o que sente. Isso evita oscilações!!! Isso é curtir o momento feliz que é diferente de curtir as emoções, essas são passageiras (negativas e positivas). Mas como saber se o que vivemos é momento feliz ou emoção??? Dúvida né?!!!! Rsrsr normal!!! Se a coisa passar e agente pula pro oposto dessa balança entre o negativo e o positivo... aí e só a emoção!!! Momento feliz é saber contemplar... é sereno, é VIVER!

Sabe, tenho pensado... o que conta é o caminho, o que fazemos entre os obstáculos ou sucessos da vida... então, penso assim... Só é feliz quem é fiel a si mesmo... êta trem difícil!!!

Bom, vi um texto legal sobre a felicidade quero dividir com vocês, é de uma psicóloga Samanta Jorge:

“A felicidade não se resume em buscar a aprovação social a qualquer custo, mas construir referências que tenham consistência genuína para você.”

Então vamos praticar?

A coragem de sentir (um item para a felicidade)

1-Cultive a sensibilidade;

2-Não mantenha relações tóxicas (dependentes de dinheiro, de carinho, de fisico),

3-Fuja das tentações do ego (sentir-se vítima);

4-Experimente ser alegre e forte,

5-Sinta com todo o seu corpo,

6-Fique atento ao amor e ao ódio que sente,

7-Tenha compaixão pela dor (sua e a dos outros),

8-não ache que para ser feliz precisa de isto ou aquilo (a vida acontece todos os dias).

Espero que tenham gostado... Bjs, Etel

12 de outubro de 2010

Vintage: a última tendência!

Referências retrô são o grande feeling das tendências atuais(eu particularmente adoro isso)e essa megatendência tende a impulsionar o mercado durante um bom tempo, em áreas como a moda, arte, decoração, música, cinema,e por aí vai....e nessa lista enorme,destaco a indústria automobilística (que pode parecer surpresa mas é uma das grandes geradoras de tendências de comportamento de consumo,com forte influência em outros setores).
A publicidade é claro, não fica fora dessa e com o sucesso das mídias sociais,entrou na onda com anúncios vintage, com referência nos anos 60. Se o skype,twitter, facebook e youtube fossem do tempo dos anos rebeldes,teríamos anúncios mais ou menos assim...






(postado por Julie)

"Polaroid"

Organizando hoje alguns dos meus arquivos de fotografia, achei um material lindíssimo que havia salvo há um bom tempo. É um trabalho do fotógrafo colombiano Juan Felipe Rubio,que realizou uma série fantástica de fotografias com uma Polaroid (já quase extinta nos dias de hoje).
“Escena de Amor entre Parejas Anónimas” (Cenas de Amor entre Casais Anônimos)é o nome da série em que foram fotografados momentos e ambientes intrísecos de vários casais, captando assim a essência de cada um, em diferentes histórias de amor.
Juan é um fotógrafo de casamentos, e inspirado pelo trabalho de colagens do artista David Hockney,conseguiu unir técnica e criatividade com um olhar sensível e bastante autoral, fugindo do "lugar comum".
De novo os detalhes fazem toda a diferença...














(postado por Julie)

10 de outubro de 2010

Vertigem


“– E você, por que desvia o olhar?
(Porque eu tenho medo de altura. Tenho medo de cair para dentro de você. Há nos seus olhos castanhos certos desenhos que me lembram montanhas, cordilheiras vistas do alto, em miniatura. Então, eu desvio os meus olhos para amarrá-los em qualquer pedra no chão e me salvar do amor. Mas, hoje, não encontraram pedra. Encontraram flor. E eu me agarrei às pétalas o mais que pude, sem sequer perceber que estava plantada num desses abismos, dentro dos seus olhos.)
– Ah. Porque eu sou tímida.”

(texto do Blog das Perguntas - Armando Antenore)

(postado por Julie)

VAMOS TOMAR UM CAFÉ ?



Por : Mariângela de L. C. S. Silva

Vamos tomar um café ? Mas tem que ser um café de sabedoria onde as almas se encontrem, onde os cantinhos mais felizes e cheios de flores ficarão na memória infinita do coração ...

Vamos tomar um café ? Mas somente com a paz sendo vizinha de nossa criança singela que ainda possuímos insistentemente !

Vamos tomar um café ? Com uma prosa boa, sem nada querer dizer, mas que no final foram ditas tantas palavras que nos fizeram crescer...

Vamos tomar um café ? Daquele cafezinho quente, que abriga a gente, nas desilusões da vida e revigoram nosso ser !

Vamos tomar um café ? Só se for com poesia, pra falar de vida em vida como se fosse noite e dia ...

Vamos tomar um café ? Um café de grandes amigas, que se conheceram outro dia mas foi nesse dia próximo que nos tornou tão eternas nessa amizade infinda ...

Vamos tomar um café ? Um café de paladar bem temperado e quentinho, não tão doce nem tão amargo , mas trazido bem candente, com fumacinha feliz pro coração da gente ?

Vamos tomar um café ? Um café de alegrias, alegrias infinitas onde Deus está pertinho sempre amparando a gente ?

Vamos tomar um café ? Sem ontem, sem amanhã, só o hoje no momento , o mais importante instrumento de nossos seres de luz ...

Vamos tomar um café ? Sempre um tempo dentro do tempo, reservado só pra gente, saber de cada uma, sem tolher, sem recusar o ombro amigo, o livre sorriso, a paz de anjo, palavras felizes, apoio da vida , de vida com vida, fazendo o açúcar mais doce da vida : A AMIZADE !

Que bom convidá-la para um café ... Café de amigas, com açúcar de vidas !

Etel, então vamos tomar um café ?


Ei amigos! Olha como existe gente especial!!! Esse poema é de uma grande amiga, Mariângela. Poucas as pessoas tem o privilégio de ter amigos que escrevem poesias para outros amigos... e eu tenho!!! Pessoa iluminada, sincera, amorosa e de um coração... que nem sei o tamanho dele! Só tenho a agradecer a Deus por ter me colocado em seu caminho amiga... aprendo muito com você, todos os dias!!! Grande beijo! Coragem e sabedoria, sempre.
Com carinho Etel

Esse Veríssimo!!!


Os dois menores contos de fadas do mundo!
Conto de fadas para mulheres do séc. 21

Era uma vez uma linda moça que perguntou a um lindo rapaz:

– Você quer casar comigo?

E ele respondeu: Eu não!!!

E a moça viveu feliz para sempre, foi viajar, fez compras, conheceu muitos outros rapazes, visitou muitos lugares, foi morar na praia, comprou outro carro, mobiliou sua casa, sempre estava sorrindo e de bom humor, nunca lhe faltava nada, bebia cerveja com as amigas sempre que estava com vontade e ninguém mandava nela.

O rapaz ficou barrigudo, careca, o pinto caiu, a bunda murchou, ficou sozinho e pobre, pois não se constrói nada sem uma mulher.



FIM



Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã.

Então, a rã pulou para o seu colo e disse:

– Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Mas uma bruxa má lançou-me um encanto e eu transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir um lar feliz no teu lindo castelo. A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre...

E então, naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava:

– Nem fo...den...do!

FIM

(Luís Fernando Veríssimo: nasceu em 1936, em Porto Alegre.

É Filho do escritor Érico Veríssimo.)



Pra gente pensar um pouco na figura feminina em que a mulher se transforma nesse século. Divido com vocês! Bom feriado!!! Bjs
Etel

8 de outubro de 2010

Sabedoria



“Para os olhos é enxergar o bem apesar da existência do mal;

Para as mãos é auxiliar quem esta prestes a cair;

Para a língua é exaltação das virtudes alheias;

Para os pés é caminhar sobre as pedras semeando flores;

Para a mente é automatizar pensamentos positivos de fortalecimento íntimo, alongando a vibração cerebral em favor dos mais necessitados;

Dos ouvidos é escutar sempre e falar um tanto menos;

Para o coração é perdoar setenta vezes sete.

Alma querida e boa, se desejares reter sabedoria Divina no imo do ser, acompanha os passos do mestre na receita do órgãos que te servem no mundo material, transformando sua utilização no instrumento de esclarecimento e aperfeiçoamento interior.” (Mensagens de Amor – Rinaldo de Santis)

Ahhhh!!! Se usássemos nossos órgãos só para o bem!!! Vamos praticar? Bjs e bom fim de semana a todos!
Etel

A Compreensão

“É a riqueza da alma que tudo releva, tudo esquece, tudo perdoa. Se tiveres um minuto de compreensão, com certeza ganharás muito, envolvido pela luz perene que te abençoará sempre. Compreender ensinando aqui, ou exemplificando ali é a abaixa na caderneta diária de nossos débitos, permitindo que acumulemos o tesouro do entendimento em credito para o porvir.” (Mensagens de amor – Rinaldo de Santis)

Achei linda essa passagem e quero dividir com todos os meus amigos... no mundo de hoje agente finge que compreende por medo, muitas vezes de não ser bem interpretado ou de ser tachado como incapaz, sei lá!!! É difícil reconhecer ou aceitar a incompreensão!!! Penso que precisamos todos os dias e em cada momento ir melhorando atitudes, refazendo conceitos, pensando sobre a nossa vida... para atingirmos uma paz... não a paz para os outros... a nossa paz interior!!! Beijos a todos! Etel